imprimir

Eixos temáticos marcam segundo e terceiro dias do 46º Encontro Nacional

O segundo e terceiro dias do 46º Encontro Nacional CFESS-CRESS foram marcados por debates aprofundados das propostas de ações e estratégias que darão direção ao Conjunto CFESS-CRESS nos próximos três anos.

Após a leitura e aprovação do regimento interno do Encontro, ainda pela manhã, a plenária debateu e aprovou a continuidade da metodologia dos encontros nacionais, que funciona assim: no primeiro encontro (2017) das gestões recém-empossadas é momento de planejamento e aprovação das propostas; no segundo encontro (em 2018, no 47º Encontro Nacional), o Conjunto fará o monitoramento das deliberações aprovadas, apontando as dificuldades para execução das propostas; no terceiro e último encontro das gestões 2017-2020 (em 2019, no 48º Encontro Nacional), o Conjunto CFESS-CRESS avalia o que foi realizado pelo Conjunto.

A plenária fez também uma discussão sobre o artigo 3º da Resolução CFESS nº 533/2008, que regulamenta a supervisão direta do estágio em Serviço Social.

A avaliação foi a de que a resolução continua sendo instrumento fundamental para a defesa da supervisão direta do estágio em Serviço Social como “momento ímpar no processo ensino-aprendizagem” e para a fiscalização pelo Conjunto CFESS-CRESS, com vistas à melhoria da qualidade dos serviços profissionais prestados no âmbito do Serviço Social.

Grupos temáticos

É nos grupos temáticos que os debates são intensificados e aprofundados, as propostas são destrinchadas e analisadas quanto à sua relevância e se são exequíveis.

Foram trabalhados os eixos da Comunicação, Orientação e Fiscalização, Administrativo-financeiro, Formação Profissional/Relações Internacionais, Seguridade Social e Ética/Direitos Humanos.

No domingo (10/9), a plenária final votará as propostas passadas nos eixos temáticos e, se aprovadas pelo coletivo, se tornarão deliberações para serem cumpridas pelo Conjunto nos próximos três anos. 

Leia também 

Começa o 46º Encontro Nacional CFESS-CRESS

Lançamento de livro de depoimentos marca encerramento do Projeto Serviço Social contra a Ditadura

Fonte: CFESS